AdSenseV

domingo, 4 de dezembro de 2016

Como saber quanto investir - Método Falcão de definição de aportes mensais


O Método FALCÃO de definição de aportes tratado nesse post é utilizado por mim faz cerca de 5 anos. Após um bom período de experimentação, posso afirmar que o método funciona muito bem, se aplicado seguindo as recomendações, mas não posso garantir que sirva para todos, pois depende de algo fundamental: disciplina.

Voa Falcão!
Voa Falcão!


O Método Falcão de Definição de Aportes Mensais

O objetivo do método é que você tenha um controle completo das suas finanças pessoais. Ele se baseia na seguinte premissa, diria até que óbvia:
R > D
Onde R = Receita Mensal e D = Despesa Mensal.

A meu ver, essa é o básico das finanças responsáveis: NÃO SE GASTA MAIS DO QUE SE ARRECADA. Isso vale para: pessoas, empresas, governos, países, planetas, galáxias, etc.

Claro que há situações onde não há como se pagar à vista uma determinada despesa. É normal em alguns meses terminar no negativo, mas isso não pode ser algo constante na sua vida financeira. Você pode sim incorrer em um parcelamento, desde que as parcelas e juros se adequem ao seu orçamento.

A dura verdade é que não há como construir um patrimônio no longo prazo se você está constantemente gastando mais do que ganha. Isso só acarreta entradas no temido cheque especial, empréstimos pessoais e vários formas de endividamento com juros extremos existentes no país.

Então você precisa saber o quanto sobra no final do mês. Mas como obter essa informação? Como saber o total de despesas e receitas?

Há várias formas: registrar todo dia é bem chato e você não é obrigado a ter saco para isso. Mas é obrigatório que pelo menos um mês da sua vida você faça um registro do quanto gastou para que esse método funcione, pois está será sua despesa mensal prevista.

Como funciona na prática:

O valor destinado ao aporte mensal é definido tomando por base a diferença entre a receita recebida no final de um mês com a previsão de despesas do mês seguinte, por isso a importância de pelo menos uma vez você registrar seu total de despesas mensais.

Exemplo: SUPONDO que você ganha R$3000 por mês e tem uma despesa mensal de R$2000. No final do mês 1 você se planeja para as despesas do mês 2 e já faz o seu aporte nos seus investimentos com esse saldo: R$1000 é o que você tem para investir.

E é sempre bom lembrar que existem meses atípicos:
  • Janeiro tem: IPVA, IPTU (ambos podem ser parcelados e implicam em despesas nos meses seguintes) e material escolar (pra quem tem filho)
  • A partir de junho tem receita extra pra quem recebe restituição do IR
  • 13º salário, que pode ser parte antecipado e o restante em novembro
  • Mais despesas do carro: licenciamento e DPVAT onde o mês depende do final da placa, além do seguro
Com essa listagem dá pra ver que tanto as despesas como as receitas podem variar mês a mês. O que converge o método para um ponto-chave: o Planejamento Anual. É o que garante que você tenha surpresas: aquele mês que você gasta demais e nem lembra que tem ainda uma parcela do seguro e licenciamento pra pagar, o que pode ser o início de uma entrada no saldo negativo.

Antes desse método eu tentava me basear no que sobrava no final do mês na conta pra saber o quanto eu tinha pra poupar/investir. Mas esse valor nem sempre é o real, como podemos ver na prática.

Com o planejamento anual você evita cair nessa armadilha e vai ter uma estimativa no início do ano de quanto você recebe e quanto gasta a cada mês e por consequência o quanto sobra pra investir.

Vale lembrar: é uma ESTIMATIVA. A cada ano você pode revisar esses valores baseado na sua situação financeira corrente, como também pode utilizar algum índice, como o IPCA, por exemplo.

Você pode deixar uma margem de segurança no caso de surgir despesas extras (20% por exemplo). Alguns bancos dão alguns dias de cheque especial sem juros, algo que já me salvou em momentos que não consegui cobrir minhas despesas, mas isso deve sempre ser usado com atenção.

Pra ficar mais profissional ainda, de posse de quanto você estima receber e gastar durante todos os meses do ano, você pode estabelecer suas metas de aportes mensais e sua meta anual de aporte!

Recomendo que estipule uma meta percentual, mas que seja pelo menos 10% da sua renda mensal. Com disciplina, creio que você conseguir até mais de 20%.

Vantagens do método:

Creio que uma das grandes vantagens do método é evitar o que normalmente ocorre com o nosso dinheiro quando não temos a informação correta:
1) Gastar mais do que ganha: você gera um endividamento futuro
2) Gastar menos do que ganha: você se priva de coisas que poderia ter ou fazer

Educação Financeira

Se eu puder ajudar somente uma pessoa com esse artigo já me dou por satisfeito. Esse país precisa muito de educação financeira. É algo tão básico que creio que deveria ser explicado na escola desde cedo para as crianças.

Isso poderia evitar grandes desastres no futuro dessas pessoas na vida adulta, ainda mais numa sociedade tão consumista como a nossa. Muitos são motivados pelo desejo de comprar, até para agradar a quem não gosta e para mostrar pra esses algo que eles não são. Algo totalmente irracional.


Claro que há pessoas que não fazem nenhum controle, são podres de ricos, mas te garanto que é um percentual bem baixo da população.

Sei também que tão importante quanto saber guardar dinheiro é saber usufruir bem do dinheiro que você tem. Não adianta "vender almoço pra comprar janta" e se privar de algo bom que você possa usufruir e sua condição financeira permita com o objetivo de juntar dinheiro.



Posso dizer que muito do que está escrito nesse post eu aprendi com meu pai, e depois com alguns colegas, principalmente o Ronaldo Virgínio, meu colega de trabalho.

O mais legal é que esses caras são muito inteligentes e talvez nem saibam da capacidade deles, de tão simples que são. E por isso que creio que são pessoas assim que você deve escutar mais. Ainda mais nesse mundo em que alguém que tem mas curtidas ou seguidores parece ser o dono da verdade...

Enfim, eu creio que o segredo está na simplicidade e a frugalidade de ser feliz e viver bem com o que se tem, o que não significa que isso te impeça de procurar progredir e lutar pra ter mais.


Esse é o ponto inicial para em um post futuro a gente falar da carteira falcão de investimentos, mas antes ainda de como formar uma reserva de emergência. Uma sugestão de como investir esse dinheiro que você guarda.

O que posso adiantar é que, na prática, a disciplina de ter algum dinheiro guardado ao final do mês é ainda mais importante do que acertar qual o investimento correto. Esse é o primeiro passo. E o mais importante.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Bug no Moto G após atualização para Android 6

Há algumas semanas atrás, minha prima me pediu ajuda com um problema que o seu celular Android estava apresentando. Ela tem um Moto G (não lembro se 2ª ou 3ª geração). Após a atualização para o Android 6 ocorria o seguinte:

-Não exibia mais as notificações dos aplicativos. Por exemplo, as mensagens de whatsapp chegavam, mas não aparecia a notificação na parte superior da tela.
-Impossibilidade de restaurar padrões de fábrica (algo que tentamos fazer quando não vimos solução para o problema acima). O botão ficava desabilitado. Aliás, ainda bem que ficava desabilitado, pois evitaria um contratempo maior tendo em vista que a solução é bem rápida.

Solução:

Algo bem simples, mas meio difícil de descobrir. Basta ir em Configurar -> Usuários. Entrar como o usuário Convidado, o que vai fazer imediatamente as notificações surgirem. Depois basta voltar para a sua conta de usuário principal que a exibição de notificações estará normalizada.
Ainda não sei ao certo quais modelos podem apresentar esse problema. No Moto G 2ª geração da minha esposa e no meu Moto X conseguir atualizar para o Android 6 sem problemas.

sábado, 5 de março de 2016

Review - Antologia Rocky + Creed


Os filmes da série Rocky muito provavelmente são os que mais inspiraram e influenciaram a minha vida e de várias pessoas que viveram nos anos 80 e 90, mesmo tendo a sua primeira versão sendo lançada em 1976. Após assistir Creed, resolvi relembrar a história desses filmes, onde acompanhamos a cada novo capítulo o crescimento deste personagem, os quais vi por dezenas de vezes e que não me canso de ver de novo.

Rocky não é bem um filme que fale somente de boxe, mas principalmente de luta, objetivos e perseverança. É a história de um homem que está disposto a lutar para fazer o seu melhor diante de todos os problemas que encontra na sua vida. E ninguém pode esperar muito dele, pois é um cara limitado, não é inteligente, só podendo contar mais com o seu físico. Uma pessoa que tem limitações como todos nós, mas a sua determinação e garra fazem ele ir além do seu limite. Isso pra mim basta pra falar de uma das coisas mais importantes da vida: alguma hora você vai cair, mas não deixe de se levantar e lutar sempre.



A trilha sonora dos filmes é espetacular. Escuto até hoje e sempre irei escutar. Na verdade, analisando bem, esses italianos (alguém lembra de Enio Morricone e suas músicas dos clássicos filmes de faroeste?) são muito feras quando se trata de trilha sonora. Bill Conti e outros italianos fizeram para os filmes de Rocky algumas das músicas de filmes mais empolgantes já criadas. Experimente escutar Eye of the Tiger (Rocky 3) ou Burning Heart (Rocky 4) se estiver com preguiça de correr/malhar e aposto como vai te motivar. A música certa na época certa no filme certo:



Segue a minha análise abaixo, repleta de SPOILERS. Mas se você nunca assistiu nenhum Rocky, faça isso agora mesmo e volte pra ler isso aqui. Eu diria até que Rocky 1, Rocky Balboa e Creed você pode assistir sem nem gostar ou entender muito de boxe, pois nelas o resultado da ultima luta é o que menos importa. Não tenho lá muito conhecimento técnico para analisar filmes, por isso minhas notas serão dadas mais levando em conta o quanto esses filmes foram importantes pra mim. Se quiser uma análise mais profissional desses filmes, aí sim acesse o RapaduraCast, que foi uma das coisas que vi que me inspirou a fazer esse post.

Rocky (1976)
A vida de Rocky se confunde com a de Stallone. Muitos acreditam que ele transmite no filme toda as dificuldades que passou pra conseguir realizar esse filme. Rocky é um boxeador sem muita expressão e recebe a chance de sua vida: enfrentar Apollo Creed, o detentor do cinturão. Contra tudo o que se pensava ele consegue chegar ao final da luta. Este filme ganhou à época o Oscar de melhor filme, superando Taxi Driver. Por ser o começo de tudo e toda a sua influência nos anos seguintes, considero uma obra-prima, por isso essa nota. Nota: 9,5

Rocky 2 (1979)
A grande revanche Rocky x Apollo. O mais incrível é que o dublador brasileiro traduziu o final da luta do filme anterior como empate, enquanto na verdade quem venceu por pontos de forma apertada foi Apollo. Mas vemos neste filme o dilema de Rocky ao encarar essa revanche e vencer de uma forma incrível, talvez no final mais dramático de todos da série. Nota 8

Rocky 3 (1982)
Neste filme, após a conquista do cinturão, várias vitórias e muito sucesso vemos um Rocky que se deixa levar pela fama e acaba perdendo para Clubber Lang. Pra voltar a vencer ele precisa ter de volta aquele olho de tigre (mostrado no vídeo Eye of the Tiger no início do post), como bem lembra o seu amigo Apolo, que acaba por treiná-lo. Após vencer a revanche contra Lang, ao final do filme, Apolo cobra uma revanche, que só no filme "Creed" sabemos que o vencedor foi Apolo. Como filme, este e Rocky 4 talvez não sejam tão bem produzidos, mas certamente são até mais empolgantes em alguns aspectos. Nota 8 


Rocky 4 (1985)
Só a cena do treino e a trilha sonora já vale o filme, uma das que mais escuto no Spotify. Falam que esse filme é somente uma montagem de videoclipes, até entendo, mas acho que ele tem muito mais do que isso. Uma das cenas mais engraçadas da série é a dança do Apolo antes de uma luta que acaba se tornando logo depois uma das cenas mais chocantes da série, quando Ivan Drago o mata em algo que era só para ser uma exibição. Rocky se vinga do amigo lutando contra o russo, numa das lutas mais incríveis da série. No final faz um discurso muito massa sobre a Guerra Fria (havia uma grande rivalidade na época entre EUA e URSS): que é melhor ver 2 homens se matando num ringue do que milhões se matando numa guerra. Muitos acham um final apelativo. Eu acho perfeito. Aqui entram mais outras ótimas músicas: Burning Heart (mostrado no vídeo no início do post), Hearts on Fire e No easy way out. Nota 8,5


Rocky 5 (1990)
Certa vez, numa entrevista, o próprio Stallone diz que não tem nada de bom que ele lembre desse filme, mas eu ainda gosto dele, apesar de concordar que seja o mais fraco de todos. Após ter que se aposentar depois de problemas neurológicos decorrentes de tanta porrada acumulada e logo em seguida por problemas financeiros, Rocky e sua família ficam pobres e tem que viver uma vida mais humilde. Rocky vê em Tommy Gunn uma chance de voltar a estar em contato com o boxe e deposita todos os seus sonhos ao treinar ele, que acaba o sacaneando no final. O que mais toca no filme é sentir a sensação de um esportista de alto nível, qualquer que seja a sua modalidade, ter que admitir que não pode mais fazer o que mais gosta e ainda assim quer participar de alguma forma naquilo que viveu toda a sua vida. Algo muito duro que é bem explorado no filme. Nota 7

Rocky Balboa (2006)
Rocky Balboa pode ser considerado um filme quase de ficção ao admitir que uma pessoa de 60 anos lute contra um jovem detentor do cinturão. Mas este filme é muito mais do que isso, foca muito na sua relação com seu filho e o seu passado. Mais uma vez Rocky e Stallone se confundem no momento que vivem em suas vidas, tentando mostrar o seu valor como lutador e ator, respectivamente. Durante o treinamento, vemos a dificuldade de Rocky ao lutar contra a artrose, problema nos joelhos, a falta de velocidade, restando apenas tentar melhorar ainda mais a sua força bruta pra encarar a luta final.
Nota 8,5
Só esse vídeo já vale o filme. Uma das maiores lições que qualquer ser humano precisa aprender na vida:



Creed (2015)


Minha ansiedade era grande pra assistir esse filme. Rever o Rocky, agora como um coadjuvante, após quase 10 anos. Fiquei com receio do Rocky morrer nesse filme. Acho que se ele morresse eu cairia no chão chorando aos prantos na posição fetal hehehe.
Mas falando sério, o filme respeita muito bem as suas origens e sempre menciona acontecimentos dos filmes do Rocky, além de ter ficado muito bem localizado no momento em que vivemos atualmente. Resumindo o filme, Adonis Creed (filho de Apollo) quer mostrar o seu valor como boxeador e consegue, após muito insistir, que Rocky o treine para lutar, e por sorte ele consegue uma luta pelo cinturão, o que lembra bastante o primeiro Rocky. Tecnicamente, destaco a câmera incrível que vemos durante as lutas.
A parte mais tocante do filme é o momento em que o Rocky começa a passar mal e é diagnosticado com câncer. A sensação de ver um cara que foi o exemplo de atleta por toda uma geração numa situação daquela faz a gente se emocionar. Você tem a noção do problema quando vê ele recebendo a notícia da médica e dizendo que não vai lutar, que não vai se medicar, pois viveu na pele com sua esposa como essa luta é difícil, ou seja, Rocky está sendo nocauteado pelo câncer, justo alguém que fala que a gente tem que se levantar sempre. É muito duro ver isso, mas de uma forma brilhante, o filme nos presenteia com um Adonis que fica sempre ao seu lado, ajudando no tratamento, enquanto Rocky por sua vez o ajuda no treinamento, dentro de suas possibilidades físicas.
O final do filme foi muito bem pensado. Ver Rocky subindo aquela escada com a ajuda de Adonis, ver o Stallone daquele jeito nos faz pensar muito na vida, em como vamos estar daquele jeito um dia, ou mais ainda, ver os nossos entes queridos em situações parecidas, e deveremos estar ali para apoiar eles, sempre. Nota 9

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Windows 10 - Problemas no Wi-Fi em notebooks da Acer


Dando continuidade à série de posts sobre o Windows 10, verifiquei alguns casos de problemas no funcionamento do Wi-fi dos notebooks Acer de alguns amigos, após a instalação deste sistema operacional. Interessante como o problema parece ser intermitente, assim como o problema que ocorre no vídeo relatado nesse outro post e a solução também é similar: basta usar a combinação de teclas FN+F3 para desligar e depois ligar de volta o Wi-fi.

Não chegamos a tentar a reinstalação dos drivers por questão de tempo, mas pelo que me passaram isso não chega a resolver o problema. Após pesquisar em alguns sites estrangeiros vi que esse problema ocorre em alguns modelos da Acer (principalmente o Aspire V3-571) e uma solução mais efetiva seria desinstalar manualmente os drivers, baixar o arquivo "win78-10.0.0.75-whql" através do link
http://www.atheros.cz/atheros-wireless-download.php?chipset=81&system=6 e instalar via gerenciador de dispositivos. Alguns resolveram também instalando o driver mais antigo, do Windows 7.

Fonte: http://answers.microsoft.com/en-us/windows/forum/windows_8-networking/qualcomm-atheros-ar5bwb222-wireless-network/d883d8cc-2854-4568-a551-983b51259a8e?auth=1


Em compensação, há um modelo da Acer que foi o computador no qual obtive a instalação do Windows 10 mais bem sucedida até hoje: o Aspire 5733. Tudo funcionou perfeitamente após a conclusão da instalação do SO, de forma que não precisei nem procurar drivers.